Angola Telecom

Vandalismo condiciona funcionamento de cabines telefónicas públicas

O Presidente do Conselho de Administração da Angola Telecom, Adilson Miguel dos Santos, disse que actos de vandalismo estão a condicionar a reestruturação e funcionamento de cabines telefónicas públicas no país. 

"A cabine telefónica pública se não for instalada num lugar minimamente protegido é vandalizada. Continuamos a prestação do nosso serviço, mas é impactado pelas cabines públicas que são vandalizadas e que temos de restaurar", disse Adilson Miguel dos Santos.

O Presidente do Conselho de Administração da Angola Telecom, adiantou também que as cabines telefónicas são suportadas pela rede da empresa e que vai continuar a prestar este tipo de serviço por fazer parte do portfólio de serviços e produtos da empresa e pelo facto de continuar a receber pedidos de instituições para a instalação de cabines telefónicas.